PROGRAMA DE COLETA SELETIVA EM PIUMHI ALCANÇA 150 TONELADAS DE RESÍDUOS RECICLÁVEIS RECUPERADOS

O Programa de Coleta Seletiva, realizado pela Prefeitura de Piumhi com investimentos da JDE, recuperou mais de 150 toneladas de resíduos recicláveis em um ano de funcionamento. A iniciativa da Prefeitura Municipal, conta com a parceria da JACOBS DOUWE EGBERTS (JDE), multinacional do setor de cafés, e é de responsabilidade técnica e metodológica do Programa ViraSer de Logística Reversa de embalagens pós-consumo, executado pelo Grupo Gaia Social.


A coleta seletiva teve início em junho de 2019, em uma área piloto composta por oito bairros, sendo eles: Capoeiras, Nova Piumhi, São Francisco, Bela Vista, Novo Tempo, Pérola Negra, Alvorada e Jardim Betel.


O projeto também promoveu ações para conscientizar a população sobre a importância do descarte correto, reciclagem e preservação do meio ambiente apresentando dezenas de palestras de sensibilização com a participação de professores e estudantes das escolas (públicas e particulares), agentes de saúde e de vigilância sanitária, além de representantes da sociedade civil.


Foram instalados quatro Pontos de Entrega Voluntária (PEVs) em locais estratégicos da cidade para que os resíduos recicláveis sejam corretamente descartados.


Devido a Coleta seletiva, o município recebeu pela primeira vez o Indicador de Sustentabilidade da Limpeza Urbana (ISLU – 0,667), comprovando a adesão de Piumhi às metas da PNRS (Lei 12.305/2010).


Está em andamento à construção de uma Central de Triagem com capacidade para realizar a triagem de até 100 toneladas de materiais recicláveis, cuja inauguração está prevista ainda em 2020.

Foi lançada recentemente mais uma ação intitulada de “Moeda Social”, com o intuito de estimular o maior engajamento da população ao descarte correto. A Moeda Social permitirá a troca de recicláveis por um Kit de produtos da agricultura local (Hortaliças e Frutas).


“Na JDE, somos movidos por nossa crença de que incrível o que acontece ao redor de uma xícara de café, pelo respeito ao meio ambiente e cuidado com as pessoas. Acreditamos que nossos esforços conjuntos podem alcançar resultados substanciais como este, em apenas 15 meses do programa. Queremos que nosso apoio ao GAIA Social venha trazer uma importante atuação no quesito ambiental e social para a região.”, afirma Claudia Zanicheli, gerente de Meio Ambiente, Segurança do Trabalho e Saúde da JDE Brasil.

Vale destacar a campanha “Câmbio Verde: troque recicláveis por hortaliças”, que vem sendo realizada desde o dia 27 de agosto deste ano na região. A ação permite que a população dos bairros atendidos troque os resíduos recicláveis por produtos da agricultura familiar e local, além de máscaras protetoras contra a Covid-19, confeccionadas por costureiras atuantes na cidade e indicadas pelas Organizações da Sociedade Civil.


“A atuação do Programa ViraSer trouxe uma importante mudança de comportamento em relação à coleta seletiva. Nosso objetivo é alcançar 100% dos bairros do município com a operacionalização da primeira Central de Triagem de Resíduos da cidade, que se encontra em fase final de construção.”, finaliza Maíra Pereira, diretora executiva do GAIA Social.


Está previsto também a ampliação do serviço de coleta para outros bairros da cidade.

Abordada sobre a importância da implantação do projeto de Coleta Seletiva no município a cidadã Natália Andrade disse que hoje no mundo todo, muito se fala sobre métodos e projetos de preservação do meio ambiente e para ela essa é uma bela iniciativa que está trazendo ganho ambiental e social para nossa cidade.


“Ações simples que fazem a diferença, separar os resíduos é simples e gratificante, saber que estou fazendo a minha parte, ajudando meu bairro, minha cidade e todo meio em que vivo me deixa muito feliz. Se cada fizer a sua parte, e estiver engajado no projeto, podemos ter a esperança de um planeta mais limpo, a começar por nossa cidade”, explanou.


O secretário de Agropecuária, Abastecimento e Meio Ambiente, Martiniano Fagundes, disse que é um marco muito importante. “São 150 toneladas de lixo recuperados, uma vez que o programa tem apenas um ano de funcionamento, o que faz com que tenhamos a expectativa de um aumento cada vez maior. Em breve, com a inauguração da Central de Triagem, os números devem ser ainda mais expressivos, de maneira que contribuirá mais para as questões ambientais do município, sendo incluso no rol das cidades que praticam e têm um bom resultado com a Coleta Seletiva”, finalizou o secretário.

Para o Prefeito de Piumhi, Adeberto José de Melo (Deco), implantar a coleta seletiva na cidade foi um grande passo para melhorar o meio ambiente.

“Era um grande sonho este projeto, que vem dando muito certo e temos orgulho de ter implantado. Sabemos que reciclar é de suma importância para melhorar o impacto ambiental, e estamos cuidando disso cada vez mais”, finalizou Deco.

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com